Notícias › 29/01/2016

1º dia do tríduo: “Diocese de Guaxupé, uma luz que se acendeu há cem anos”

12654412_823505931108570_7909409234491791094_n

Na quinta-feira (28), deu-se início ao tríduo em preparação ao centenário da Diocese de Guaxupé. O bispo convidado para presidir a Santa Missa, neste primeiro dia foi Dom Messias dos Reis Silveira, bispo diocesano de Uruaçu-GO e filho da Diocese de Guaxupé. Participaram da Celebração o bispo de Guaxupé, Dom José Lanza, padres, diáconos, seminaristas e muitos fieis, vindo de várias paróquias.

“Quanta beleza o Senhor realizou em nossa Igreja nestes cem anos. Ele quis acender uma luz sobre nós para dissipar as trevas, acendeu uma chama na região de Guaxupé para que ela também, por meio d’Ele pudesse iluminar muitas pessoas”, disse o bispo em sua homilia, enfatizando o tema do dia: “Diocese iluminada e iluminadora”.

Cem velas foram levadas até o presbitério, no final da Celebração, por jovens, crianças, adultos, idosos e foi rezada a oração do centenário.

Uma homenagem foi feita ao bispo convidado que manifestou a sua alegria em fazer parte desta Igreja centenária: “Me alegro em ser filho desta diocese, aqui cresci e vive os primeiros passos de minha vocação, geramos muitas comunidades e a luz de Cristo sempre estava ao nosso lado, guiando os passos de muitos missionários que ajudaram a edificar esta Igreja particular”, comentou Dom Messias.

12644857_474952539358984_4459031459892305572_n

Após a Missa aconteceu o primeiro dia da Jornada Cultural. Todas as noites um musical será apresentado na cripta da Catedral, envolvendo arte e fé. O primeiro musical foi “A Missa da minha vida” com os jovens do grupo Amor Maior da paróquia Nossa Senhora Aparecida em Alfenas. A história gira em torno do personagem Henock, que após a sua morte é levado por Acaiah, seu anjo, a uma caminhada mística que o faz contemplar sua vida sob a ótica da celebração da Missa.

“O musical tem um cunho catequético muito grande, pois utiliza de uma ótica espiritual e original, sobre o que acontece na celebração da Santa Missa e enriquece ainda mais o valor que devemos dar a ela”, comentou o jovem Otávio Henrique integrante do musical.

Fotos: Pascom Catedral