Notícias › 15/03/2019

Seminaristas da Província Eclesiástica participam de formação missionária

Com informações e imagens enviadas por Richard Oliveira

Entre os dias 8 e 10 de março aconteceu em Guaxupé  a 2ª Formação Missionária de Seminaristas (Formise) da Província Eclesiástica de Pouso Alegre, formada pelas dioceses do sul de Minas Gerais: Pouso Alegre, Campanha e Guaxupé.

O encontro assessorado pelo padre Antônio Niemiec CSsR tratou do tema escolhido pelo papa Francisco para o Mês Missionário Extraordinário, que acontecerá em outubro: Batizados e enviados: A Igreja de Cristo em missão no mundo. A Formação contou com a participação de todos os seminaristas da província. Estiveram presentes no encontro os reitores e formadores de todas as etapas, além dos bispos de cada diocese.

Dom José Luís Magella Delgado, arcebispo de Pouso Alegre, abriu o encontro com missa celebrada na Catedral de Guaxupé destacando a necessidade da eclesialidade da missão, chamando a atenção para a unidade das dioceses da província e o cuidado com aqueles vocacionados ao sacerdócio que acreditam que missão se faz sozinho. Dom José Lanza Neto, bispo de Guaxupé, esteve presente em todo o encontro. Na missa presidida no sábado, o bispo destacou a questão da formação missionária dos seminaristas e da necessidade da abertura dos formandos para essa realidade que não pode ser um apêndice da formação, mas compreensão da dimensão essencial da missão.

Durante o encontro, padre Antônio apresentou as propostas para a realização do Mês Missionário Extraordinário e da retomada do documento do papa Bento XV Maximum illud e da influência desse documento no magistério da Igreja antes e depois do Concílio Vaticano II.

Um momento marcante do Formise foi a realização de uma noite cultural, na qual os seminaristas e os formadores puderam assistir a um musical apresentado no Teatro Municipal de Guaxupé. O musical intitulado “Romaria: o lamento dos imperfeitos” apresentou uma versão para o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, com enfoque na formação do povo brasileiro, subjugado pela colonização e exploração dos povos indígenas e negros.

O 2º Formise foi concluído com a missa de dom Pedro Cunha Cruz, bispo da Campanha, que destacou a importância da oração e do espírito de comunhão com Deus para que a missão se dê como obra da graça de Deus mais que como serviço de autopromoção.

Com a expectativa do próximo encontro que acontecerá em 2021 na diocese da Campanha, os 107 seminaristas presentes no 2° Formise puderam nutrir-se de uma consistente formação missionária, em vista de proporcionar à Igreja do Sul de Minas Gerais, missionários sacerdotes, batizados e enviados, para anunciar a pessoa de Jesus Cristo e sua obra de amor.