Notícias › 16/07/2018

Área Pastoral na Serra da Canastra recebe visita após um ano de criação

Texto: Assessoria de Comunicação | Imagem: padre Henrique Neveston

Nos 13 e 14 de julho, o bispo diocesano dom José Lanza Neto e o coordenador diocesano de pastoral padre Henrique Neveston visitaram a área pastoral Canastra, criada há um ano. A primeira área criada fica em Delfinópolis, mais especificamente na Serra da Canastra. O município possui uma extensão territorial de 200 mil metros quadrados.

A região turística e montanhosa é de difícil acesso com uma distância de 40 quilômetros da cidade mais próxima. A distância entre as comunidades pode chegar até aproximadamente 60 quilômetros. A agropecuária é a principal fonte de renda com produtos como banana, café, cana de açúcar e leite, além do turismo que já é desenvolvido na região.

Há dois distritos atendidos pelo padre Célio Laurindo na região pastoral: Olhos d’ Água e Ponte Alta, além de algumas comunidades rurais espalhadas pela região da Serra da Canastra. Os distritos já possuem uma estrutura física com igrejas, centro de pastoral, salão paroquial, espaço de eventos. Além dos distritos, os visitantes estiveram em algumas comunidades da região.

Foram realizados diversos encontros com uma presença considerável dos fiéis: missas, refeições, orações, quermesse, visitas. Nas homilias, dom Lanza demonstrou sua satisfação da realidade pastoral visitada destacando a relevância da concretização da dimensão missionária de uma Igreja em saída.

Entusiasmado com a visita, padre Henrique vislumbrou a potencialidade da área pastoral. “É um povo com desenvolvimento econômico, com um bom nível cultural. As pessoas têm todos os recursos necessários para o seu desenvolvimento. A única dificuldade são as estradas de terra e o relevo acidentado”.  O desafio segundo ele é “intensificar a formação para os serviços e os ministérios da Igreja e o engajamento dos leigos na vida comunitária”.