Destaques › 07/12/2014

“Cristo é nossa paz” é lema da Campanha para Evangelização 2014

campanha da envagelização 2014Os materiais para divulgação e vivência da “Campanha para a Evangelização 2014” estão disponíveis no site da CNBB, para download. É possível baixar o cartaz da campanha, oração, envelope da coleta, spots para rádio e TV, entre outros subsídios. O ponto alto da Campanha será a coleta realizada nas Celebrações Eucarísticas e demais celebrações do próximo domingo, 14 de dezembro.

Este ano, a iniciativa completa 16 anos a serviço das atividades pastorais da Igreja. A mobilização nacional buscará promover iniciativas que visem superar a violência e edificar a paz, além de articular gestos concretos na sociedade por meio das ações evangelizadoras da Igreja.

Lema

“Cristo é nossa paz” é o lema da CE 2014, apropriado para o tempo litúrgico do Advento.  Neste período de preparação ao Natal do Senhor, entre pessoas, famílias e na sociedade em geral, existe um clima de confraternização na busca pela  paz.

Criada em 1998 pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a iniciativa busca mobilizar os católicos a assumir a responsabilidade de participar na sustentação das atividades pastorais da Igreja. 

A Campanha para a Evangelização (CE) tem o slogan “Evangeli.Já”, que faz referência à palavra evangelizar e mostra a urgência da evangelização e da cooperação de todos.

A distribuição dos recursos é feita da seguinte forma:

  • 45% permanecem na própria diocese;
  • 20% são encaminhados para os regionais da CNBB;
  • e os demais 35% para a CNBB Nacional.

As doações, em caráter individual, também podem ser feitas pelo site: www.evangelija.com

 

Oração

Pai Santo, quisestes que a vossa Igreja

fosse no mundo fonte de salvação

para todas as nações,

a fim de que a obra do Cristo que vem

continue até o fim dos tempos.

 

Aumentai em nós o ardor da evangelização,

derramando o Espírito prometido,

e fazei brotar em nossos corações

a resposta da fé.

Por Cristo, nosso Senhor.

 

 

Clique aqui para acessar os materiais no site da CNBB.

Com informações da CNBB