Notícias › 31/03/2017

Fé e ação em prol da comunidade: Semana Missionária em Machado

Por Damiani Rocha

Entre os dias 18 a 26 de março, a Paróquia São José, em Machado, realizou a a Semana Missionária, momento de despertar a comunidade com ações em prol da comunidade e reafirmar a fé através de gestos concretos com o cuidado social.

Dia 18, sábado, houve o plantio de árvores feito por crianças e jovens, coroinhas e catequizandos, e membros da Infância e Adolescência Missionária (IAM) em um local de preservação ambiental. A ação mobilizou os alunos da Escola Estadual Iracema Rodrigues a irem até a Matriz São José entregar mais mudas de árvore frutíferas para serem plantadas. A inspiração veio da temática da Campanha da Fraternidade 2017, Fraternidade: Biomas Brasileiros e Defesa da Vida.

A Missa de abertura aconteceu dia 19, domingo, com procissão até a Matriz São José. Os participantes vestiram branco em favor da paz. Na missa, os missionários foram enviados com a unção que os animaria para a realização das atividades da Semana Missionária.

As visitas às famílias valorizaram os bairros pertencentes à paróquia, assim como às instituições sociais (escolas, creches, Lar São Vicente de Paula, Amigos da Vida, Recanto de Emaús e Santa Casa de Caridade de Machado) e aos órgãos públicos (Prefeitura e Conselho Tutelar).

A espiritualidade fez parte de todas as ações e levaram às casas o anúncio da mensagem de Cristo, com missas, procissões, oração do terço e celebração da Palavra.

Dia 23, quinta-feira, houve missa em todos os setores paroquiais, com a presença de alguns padres da Diocese de Guaxupé. No domingo, 26, houve a procissão e a Missa de encerramento. Na procissão, foram levadas imagens dos padroeiros de cada setor missionários, juntamente com o Cruzeiro, colocado próximo a Matriz São José. Na Missa, foram apresentadas as pessoas que coordenarão uma nova campanha para o piso do pátio da Matriz, em reforma para atender as necessidades estruturais e oferecer melhorias aos fiéis.

Ao finalizar a Semana Missionária, os paroquianos quiseram mostrar que é preciso uma igreja atuante, que acredite na sociedade e na vida em missão a exemplo de Jesus. “Foram plantadas sementes para que seja possível colher os frutos de uma sociedade mais junta, amorosa, com fé, paz e igualdade, levando a mensagem universal do amor e de Deus”, declarou o pároco, padre Alexandre José Gonçalves.