Notícias › 22/01/2018

Iniciação Teológica visa ao fortalecimento da vocação batismal dos leigos

Texto: padre Vinícius Pereira Silva/Imagem: Divulgação

Em meio às vivências do Ano Nacional do Laicato (2017-2018), que busca “aprofundar a identidade, vocação, espiritualidade e missão” dos cristãos leigos na Igreja e como testemunhas de Jesus em meio ao mundo (Objetivo Geral do Ano do Laicato), a Diocese de Guaxupé promoveu entre os dias 15 e 21 de janeiro, o Curso de Iniciação Teológica. O encontro de 2018 marcou a 20ª edição da formação, iniciada em 1999 por Lucimara Trevisan, padre José Augusto da Silva padre José Luiz Gonzaga do Prado e dom José Geraldo O. do Valle, bispo de Guaxupé na ocasião.

Cerca de 100 leigos de diversas paróquias da diocese reuniram-se no Seminário Diocesano São José, em Guaxupé, adaptado durante a semana para servir ao curso. Divididos em quatro módulos, os estudantes contemplam disciplinas como História da Igreja, Bíblia, Eclesiologia, Escatologia e Moral cristã. Além das celebrações eucarísticas, pontos marcantes da semana são a mesa redonda, ocasião para o debate entre os participantes, com temática baseada em uma obra teológica lida ao longo do ano, e a noite cultural, onde os leigos promovem apresentações teatrais. Este ano, os módulos desenvolveram na noite cultural, a temática da missão e relação dos cristãos leigos com a paróquia, a sociedade, a Igreja e a política.

A participante do terceiro módulo Rita Aparecida Alves Fonseca, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus em Fama, percebe que o curso auxilia em uma intensa aproximação do fiel com a Igreja, com uma consequente abertura de possibilidades de servir na paróquia. “Percebemos que estamos mais próximos de Deus, mais dispostos e capacitados para servi-Lo”, afirma. A paroquiana da comunidade Nossa Senhora das Graças, em Passos, Selma Maria Justino Santos teve de interromper sua participação no ano passado, por problemas de saúde na família. Mesmo assim, decidiu voltar este ano, no segundo módulo, porque sentiu a necessidade da formação, para si e para a comunidade de onde vem. “Já no primeiro módulo percebi a importância do curso. É muito interessante conhecer as coisas da Igreja e da Bíblia”.

Realizado em um ambiente amigável e de partilha, o curso não fortalece apenas a dimensão intelectual do fiel, mas outros âmbitos da vida humana. Pela troca de experiências e conversas informais, além do espírito de mútua ajuda, valoriza-se a dimensão comunitária. Através das celebrações e orações diárias, fortalece-se a espiritualidade do participante. Tudo para que cada cristão leigo, cursista da Iniciação Teológica, possa sentir-se fortalecido e impulsionado em sua vocação batismal, de modo a voltar à comunidade e servi-la com amor, e ser na sociedade aquilo que é o desejo de Jesus, sal da terra e luz do mundo (Mt 5,13-14).