Destaques, Notícias › 12/12/2019

PASTORAL DA CRIANÇA SE DESTACA NA COLETA DE DADOS POR APLICATIVO NO ESTADO

Texto enviado pelo padre Éder Carlos de Oliveira

A Pastoral da Criança, uma das expressões de trabalho de pastoral social da Igreja – chamado, em nosso Plano de Evangelização diocesano, de promoção humana integral – atende gestantes e crianças de 0 a 6 anos, sobretudo as que estão em situação de vulnerabilidade. Dirige-se, assim, aos pequeninos, amados em especial por Jesus.

A Igreja Católica, presente no Estado de Minas Gerais, está em primeiro lugar em número de crianças atendidas. Recebeu premiação por este feito, que é fruto do serviço de muitas mãos e corações generosos que atuam no silêncio e discrição nas periferias das comunidades junto aos necessitados. Essa premiação é também expressão da força evangelizadora e testemunhal de uma Igreja que se volta para os pobres e pequeninos.

Nossa Diocese de Guaxupé, vale partilhar com todos, está, no Estado de Minas, em primeiro lugar no uso do aplicativo de celular destinado a registar e comunicar o resultado do acompanhamento junto às crianças e gestantes –  o “App Visita Domiciliar”. Essas vitórias não podem ser consideradas expressão de glória, e sim indicativo que uma pastoral de cunho social credibiliza e fortalece a caminhada eclesial. As referidas premiações foram comunicadas oficialmente na Assembleia Diocesana da Pastoral da Criança, a partir da qual foram partilhadas com a comunidade diocesana.

A Assembleia aconteceu nos dias 22 a 24 de novembro, no Centro de Pastoral Papa Francisco, da Paróquia São Pedro Apóstolo, em Alfenas. Reuniu cerca de 40 participantes, que vieram de várias cidades da Diocese de Guaxupé (Passos, Poços de Caldas, Monte Santo de Minas, Carmo do Rio Claro, Nova Resende, Monte Belo, Guaxupé e Alfenas). Participam dela os chamados coordenadores de ramo, responsáveis pela Pastoral da Criança nas paróquias onde ela existe.

A Assembleia teve caráter eletivo, ou seja, nela se indicou os três nomes para dar sequência ao trabalho que vem sido realizado. O nome a ser oficializado será definido pelo Bispo Diocesano.

A coordenadora estadual suplente, Regina, de Montes Claros, esteve presente para acompanhar e participar dos trabalhos. Aconteceram orações, se fizeram encaminhamentos. O assessor diocesano da Pastoral da Criança, padre Éder Carlos de Oliveira, acompanhou a Assembleia e fez a palestra sobre liderança: como um cativar para o serviço.

Bendito seja Deus por essa expressão pastoral da nossa Igreja, que Ele continue a conduzi-la de modo que os frutos se produzam sempre mais.