Notícias › 14/06/2018

Seminário Diocesano Santo Antônio celebra festa de seu padroeiro

Texto: Gabriel Ribeiro, seminarista filosofia / Imagem: Pascom Seminário

Os seminaristas do seminário diocesano Santo Antônio em Pouso Alegre, onde residem as etapas da filosofia e teologia, celebraram na última quarta-feira (dia 13 de junho) a festa de seu patrono. A missa foi presidida pelo vigário geral da diocese de Guaxupé, Padre Maia. Também estiveram presentes padres e diácono da diocese. Em sua reflexão, Padre Maia falou da vida de Santo Antônio e deu conselhos para os seminaristas sobre como cultivar a vocação sacerdotal.

Antônio de Pádua nasceu em Lisboa, Portugal, no final do século XII. Pertenceu a Ordem dos Frades Menores. Sua fama de santidade se espalhou devido aos seus famosos sermões, fruto de sua hábil retórica e vida íntima com Deus. Faleceu em 1231, aos 35 anos. O papa Leão XIII o chamou de “o santo de todo o mundo”, percebendo a sua popularidade.

Santo Antônio foi o primeiro padroeiro da diocese de Guaxupé. A sua escolha como patrono do seminário foi uma referência histórica a este momento, bem como uma alusão ao exemplo que o santo é para o futuro clero diocesano, ele que foi um grande sacerdote e pregador.

Para a realização das festividades, a comunidade filosófica e teológica promoveu dois dias preparatórios. No primeiro dia, a missa foi presidida pelo Padre Robson Inácio e tivemos a presença de seminaristas da arquidiocese de Pouso Alegre. No segundo dia, a missa foi presidida pelo Padre José Augusto e os seminaristas da diocese da campanha participaram da celebração. “Foi homem da palavra e de palavra”, afirmou padre José Augusto ao dizer que Santo Antônio praticava o que pregava.