fbpx
Notícias › 04/04/2021

AS MULHERES NO MINISTÉRIO DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR

Dom José Lanza Neto

Nas Sagradas Escrituras, as mulheres não aparecem tanto quanto os homens, mas em situações determinantes se destacam pela beleza e pela profundidade de suas ações e decisões, marcam sua vida à luz da fé e da confiança no Deus da Vida.

Assim, vão se sucedendo tantas mulheres envolvidas nos diversos trabalhos da Igreja em nossas comunidades. Cada vez mais, ocupam funções de destaque, liderando na teologia, na catequese, na evangelização e, até mesmo, na administração dos bens da Igreja.

Quantas mulheres marcaram sua época no campo social, caritativo, espiritual, além da área político-econômica. Ainda prevalecem barreiras, preconceitos, impondo-lhes um patamar inferior ou, ainda, atitudes de indiferenças e desprezo.

Quando Deus criou o mundo, colocou no centro da Criação o homem e a mulher, fê-los à sua imagem e semelhança. No livro de Gênesis, Adão e Eva são figuras que significam o primeiro casal, nossos primeiros pais – origem de toda a humanidade. A mulher recebe o nome de Eva, por ser ela a mãe de todos os que vivem. No Apocalipse de São João, o autor sagrado nos fala da mulher como um símbolo rico em significado, especialmente quando se refere à Nova Eva, à Virgem Maria, terra virgem e sem mancha que nos daria o Salvador.

Na Ressurreição do Senhor, como testemunho de fé e esperança, surgem as mulheres, primeiras testemunhas. O Senhor havia preparado seus discípulos para que fossem os primeiros anunciadores do evento de sua ressurreição. Numa situação surpreendente, os primeiros anunciadores são as mulheres que vão ao túmulo de madrugada e, sem encontrar o corpo do Senhor, presenciam a manifestação do Ressuscitado. Eis o fato novo que será divulgado primeiramente pelas mulheres.

No Sermão da Páscoa, de Santo Hipólito de Roma (século III), o autor destaca: “As mulheres foram as primeiras a ver o Ressuscitado. Para que assim como foi uma mulher que introduziu no mundo o primeiro pecado, a mulher fosse também a primeira em anunciar a vida ao mundo. Por isso, as mulheres ouvem a voz sagrada, alegrai-vos, para que a dor primeira fosse suplantada pela alegria da Ressurreição; e para que os incrédulos cressem na sua Ressurreição corporal dentre os mortos”.

O Senhor ressuscitou verdadeiramente! Aleluia! Estamos diante do fato maior de toda a fé cristã. O apóstolo Paulo afirma que se Cristo não ressuscitou é vã a nossa fé e nossa pregação se torna vazia (cf. 1 Cor 15, 14). São Máximo de Turim, bispo (século V) ensina que: “a ressurreição de Cristo é vida para os mortos, perdão para os pecadores, glória para os Santos. Por isso, o santo profeta convida todas as criaturas para a festa da ressurreição de Cristo, exultando e se alegrando neste dia que o Senhor fez”.

É tempo oportuno de reafirmamos nossa fé no Ressuscitado. Santa e Feliz Páscoa!