fbpx

EIS O CORDEIRO DE DEUS”: 2° DOMINGO DO TEMPO COMUM

Por Padre Hudson Ivan

 

Neste segundo Domingo do Tempo comum, inaugura-se, após a Solenidade do Batismo do Senhor, a vida pública de Jesus.

 

Nesta primeira parte do Tempo Comum, a Igreja nos chama a refletir como tudo começou no itinerário da Proclamação da Boa Nova. No evangelho, lemos João Batista dando seu testemunho sobre Jesus. Ele começa apontando Cristo como o Cordeiro de Deus.

 

O cordeiro tem na tradição judaica um simbolismo muito importante, pois é um dos animais usados como sacrifício. Assim, João Batista faz alusão da futura entrega do Senhor por expiação de nossos pecados. O Espírito Santo sobre Jesus confirma o testemunho de João Batista e nos dá a certeza da comunhão perfeita de Jesus com o projeto do Pai.

 

Se fôssemos nós, se estivéssemos lá no tempo de Jesus, como reagiríamos ao testemunho de João Batista? Provavelmente muitos se admiraram, outros se alegraram, mas muitos também foram indiferentes.

 

João é um exemplo para todos nós. Ele sabia bem qual era sua missão, tinha muitos seguidores, poderia deixar que isso “subisse à cabeça”, porém sua convicção e fé em Deus não deixaram que ele caísse nas muitas falhas que encontramos na humanidade. A pergunta que fica a todos nós neste evangelho é: temos consciência de nossa Missão?

 

Somos instigados a ser como o Batista: “setas” que apontam Jesus no mundo em que estamos. Temos muitas “setas” que apontam para vários lugares distantes de nosso Salvador, mas, como batizados, devemos ser ponte da humanidade com Deus.

 

Peçamos ao Senhor que nos auxilie em nossa vocação, que tenhamos o coração aberto e sensível para ouvirmos a voz do Senhor e não deixemos que nenhum obstáculo nos impeça de contemplar e apontar o Cordeiro de Deus.

Últimas Notícias

NOTA DE FALECIMENTO

Padre Vitor Aparecido Francisco nasceu em 1970, na cidade de Nova Resende (MG). Ingressou no seminário em 1989. Tinha como lema de

Leia Mais »