fbpx

NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO (Jo 1,1-5.9)

Por padre Célio Laurindo

 

Conforme narra João no Evangelho que nos é proposto para esta liturgia, a Palavra estava em Deus, a Palavra era o próprio Deus, e essa Palavra veio até nós no mistério da Encarnação. Deus quis se tornar mais próximo do ser humano, para isso, assumiu a condição humana, exceto o pecado.

 

Naquela noite escura, a estrela sinalizou o local do nascimento, o clarão da luz verdadeira já anunciada por João Batista e que chamou a atenção de todos: pastores, magos, gente simples e reis, habitantes próximos e distantes, a luz brilha para todos, pois Deus, com sua onipresença, alcança a todos, no entanto, nem todos viram a luz.

 

Deus veio para o que é seu, a corte celeste em coro louva a Deus que, em sua grandeza e majestade, se revela ao ser humano na humildade e simplicidade do cotidiano, a grande festa da família. Céu e terra se unem numa só louvação.

Infelizmente, alguns não acolheram a verdade, a luz que ilumina e indica o caminho a seguir, mas todos aqueles que acolheram, passaram a seguir outro “Caminho”.

 

Jesus, ao se encarnar, veio salvar o humano, veio humanizar o humano, assim, quanto mais humanos somos, mais divinos nos tornamos. Assim, nos unimos ao Cristo na intimidade, na identificação com o Senhor.

 

O Santo Natal não é e nem pode ser para nós simplesmente uma data histórica, mas, sim, um fato que transforma, transfigura o humano. Isso se evidencia na Ressurreição do Senhor e na Ascenção. Aquele que estava na intimidade do Pai veio até nós assumindo a condição humana, passa pela cruz e abre para todos as portas do Paraíso que, pelo pecado, haviam sido fechadas. Feliz Natal.

 

Últimas Notícias

NOTA DE FALECIMENTO

Padre Vitor Aparecido Francisco nasceu em 1970, na cidade de Nova Resende (MG). Ingressou no seminário em 1989. Tinha como lema de

Leia Mais »