fbpx

Promovendo uma cultura vocacional

Por padre Juliano Borges Lima

A 58º Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aprovou a realização do terceiro Ano Vocacional da Igreja no Brasil em 2023, que deverá ser celebrado de 20 de novembro de 2022 a 26 de novembro de 2023.


Trate-se de uma reflexão continuada de um processo que se iniciou em 1983, ano em que aconteceu o primeiro ano vocacional no Brasil. Padre João Cândido, assessor da CNBB da comissão para os ministérios ordenados, enfatizou:


“Deve promover com muita clareza a identidade das mais diversas vocações específicas na Igreja, somos um povo de vocacionados e vocacionadas.  Deve, ao mesmo tempo, superar tanto uma visão reducionista (excludente, de privilégio e clericalista) de vocação, como uma generalização descorada que não impacta o indivíduo a quem, na verdade, “Deus chama pelo nome”. Vocação pessoal e Igreja (como comunidade de vocacionados e vocacionadas) são inseparáveis”.

0 3º Ano Vocacional do Brasil, de 20 de novembro de 2022 a 26 de novembro de 2023, convida-nos a refletir e aprofundar o tema, “Vocação: Graça e Missão”. O lema, “Corações ardentes, pés a caminho” (cf. Lc 24,32-33), nos recorda os discípulos de Emaús. Enquanto a Graça faz o coração arder, a Missão faz os pés estarem a caminho, em movimento.


O Ano Vocacional tem a finalidade de empreender a cultura vocacional nas comunidades eclesiais, nas famílias e na sociedade, para que sejam espaços favoráveis ao estímulo de todas as vocações, como graça e missão, a serviço do Reino de Deus. Seu início e seu outono na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo.


“O Ano Vocacional tem a finalidade de empreender a cultura vocacional nas comunidades eclesiais, nas famílias e na sociedade”.


O documento que é substrato para o terceiro ano vocacional, o Documento Final do Sínodo dos Bispos sobre “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, nos fala: “é importante criar as condições para que todas as comunidades cristãs, partindo de seus membros, desenvolvam-se em uma verdadeira e adequada cultura vocacional, com um constante compromisso de oração pelas vocações”. (DF 80).


Como finalidade, o 3º Ano Vocacional do Brasil deseja alavancar a cultura vocacional nas famílias, na sociedade e nas comunidades eclesiais, para que sejam recintos estimulantes ao despertar de todas as vocações, como graça e missão, a serviço do Reino de Deus. Foram catalogados sete objetivos específicos do 3º Ano Vocacional do Brasil. São eles:


Despertar a consciência do discipulado missionário de todos os batizados e batizadas, levando-os a abraçar a identidade vocacional da vida laical como uma forma própria e específica de “viver a santidade batismal a serviço do Reino de Deus”(DAP, 184);
– Auxiliar cada jovem, de forma singular, em uma maior atenção e compreensão, favorecendo ser sujeito eclesial e incentivando-o ao serviço oblativo à missão (cf. ChV 30);
Exercitar uma sensibilidade vocacional que favoreça a compreensão de “que toda a pastoral é vocacional, toda a formação é vocacional e toda a espiritualidade é vocacional” (ChV 254);
– Levar em consideração a Teologia do batismo, da Graça e da Missão dentro do itinerário vocacional, de forma que esta gere discernimento ao chamado divino, com liberdade e responsabilidade;
Estimular, nos âmbitos regional, diocesano e paroquial, um serviço de animação vocacional estratégico com a formação de Equipes Vocacionais Paroquiais e Diocesanas, dentro de uma pastoral orgânica, sinodal, envolvendo todas as vocações;
Suscitar vocações à Vida Consagrada e ao Ministério Ordenado;
Intensificar e incentivar a prática da oração pelas vocações em todos os âmbitos: pessoal, familiar e comunitário. O mandamento de Jesus, expresso em Mateus (9,38) e Lucas (10,2), de rezar pelas vocações, não poderia faltar entre os objetivos específicos do 3º Ano Vocacional. A oração nos aproxima de Deus e desperta em nós o sentido de corresponsabilidade (Texto-base 9-16).


O Serviço de Animação Vocacional da Diocese de Guaxupé preparou algumas atividades para dinamizar nosso ano vocacional, e não só neste ano, pois a vida eclesial continua, tendo em vista que vocação é tema transversal na vida da Igreja e sempre devemos promovê-la. Destacamos algumas delas:


  1. O SAV preparou um livreto com propostas práticas para dinamizar a pastoral vocacional em nossas paróquias; acontecerá a Jornada de Oração pelas Vocações envolvendo paróquias da diocese, que rezarão veiculados pelas redes sociais da diocese e, também, as 24h de oração pelas vocações;
  2. Serão enviadas, todo mês, Horas-Santas vocacionais, para que as equipes vocacionais e pastorais afins possam rezar antes da missa ou em outro momento adequado em prol das vocações; o serviço de animação vocacional elaborou quatro encontros dos grupos de reflexão para agosto de 2023 para rezar nestes encontros; 
  3. O DNJ, que terá um cunho vocacional;
  4. Além dessas atividades, haverá várias outras propostas para dinamizar o momento: Bate-Papo Vocacional, terço vocacional, Leitura Orante Vocacional, Hora Santa Vocacional, Adoração Vocacional, Missas vocacionais nas paróquias com testemunhos de leigos, famílias, catequistas e padres.


Contamos com a colaboração de todos: mulheres e homens de boa vontade, fiéis batizados, que amam a Igreja de Jesus Cristo, para que abracem e se envolvam nesse trabalho tão bonito e profundo na Igreja, para que nunca faltem operários e operárias que, ardendo o coração, vivam à altura do evangelho!

Últimas Notícias

0:00
0:00