fbpx

Como fazer uma boa confissão?

A confissão é um sacramento de cura, que nos permite receber o perdão de Deus pelos nossos pecados e a graça de recomeçar uma vida nova em Cristo. Mas como fazer uma boa confissão? 


Quais são os passos necessários para nos prepararmos e nos aproximarmos desse sacramento com fé e arrependimento? Neste artigo, vamos apresentar algumas dicas para você fazer uma boa confissão, baseadas no Catecismo da Igreja Católica.


1. Exame de consciência

O primeiro passo para uma boa confissão é examinar a nossa consciência, ou seja, refletir sobre os nossos pensamentos, palavras, atos e omissões que ofenderam a Deus, ao próximo e a nós mesmos. 


O exame de consciência nos ajuda a reconhecer os nossos pecados e a sentir a necessidade de pedir perdão a Deus. Para fazer um bom exame de consciência, podemos usar como guia os dez mandamentos da lei de Deus, que resumem os deveres fundamentais do cristão, e também as virtudes teologais (fé, esperança e caridade) e as virtudes cardeais (prudência, justiça, fortaleza e temperança), que orientam a nossa vida moral. 


Podemos também recorrer a alguns textos bíblicos, como o Sermão da Montanha (Mt 5-7), o capítulo 13 da Primeira Carta aos Coríntios, que fala sobre o amor, e o capítulo 5 da Carta aos Gálatas, que contrapõe as obras da carne e os frutos do Espírito. 


Além disso, devemos pedir a ajuda do Espírito Santo, que nos ilumina e nos convence do pecado.


2. Contrição e propósito de emenda

O segundo passo para uma boa confissão é ter contrição, ou seja, um arrependimento sincero e profundo dos nossos pecados, motivado pelo amor a Deus e pelo desejo de nos reconciliarmos com Ele. 


A contrição é uma dor da alma e uma detestação do pecado cometido, com a resolução de não mais pecar. 

Junto com a contrição, devemos ter o propósito de emenda, ou seja, a firme vontade de não mais pecar e de evitar as ocasiões de pecado. O propósito de emenda é um sinal de sinceridade e de conversão, que nos leva a mudar de vida e a seguir os mandamentos de Deus e da Igreja.


3. Confissão dos pecados ao sacerdote

O terceiro passo para uma boa confissão é confessar os nossos pecados ao sacerdote, que representa Cristo e a Igreja. A confissão é um diálogo entre o penitente e o ministro do sacramento, que acolhe, escuta, orienta e absolve o pecador. 


Na confissão, devemos dizer ao sacerdote todos os pecados graves que lembramos, sem omitir ou esconder. Os pecados leves, ou veniais, também podem e devem ser confessados, pois nos ajudam a formar a consciência, a lutar contra as más inclinações e a crescer na santidade. 


Devemos confessar os nossos pecados com humildade, sinceridade, simplicidade e clareza, sem acusar os outros, sem justificar as nossas faltas e sem desanimar por causa da nossa fraqueza. 


Devemos também estar dispostos a ouvir os conselhos do sacerdote, que nos pode ajudar a compreender melhor os nossos pecados e a superá-los.


4. Penitência

O quarto passo para uma boa confissão é cumprir a penitência que o sacerdote nos indica. A penitência é um ato de reparação dos danos causados pelo pecado, que pode consistir em orações, obras de caridade, jejuns, esmolas ou outras práticas de piedade. 


A penitência nos ajuda a corrigir os nossos maus hábitos, a fortalecer a nossa vontade, a cooperar com a graça de Deus e a crescer na virtude. 


5. Ação de graças e propósito de vida nova

O quinto passo para uma boa confissão é fazer uma ação de graças e renovar o propósito de vida nova. A ação de graças é um louvor a Deus pela sua misericórdia e pelo seu perdão, que nos devolve a sua amizade e a sua graça. 


Podemos fazer a ação de graças rezando um salmo, um hino, uma oração ou simplesmente conversando com Deus, agradecendo-lhe pelo seu amor e pela sua bondade. 


O propósito de vida nova é uma renovação do nosso compromisso de seguir a Cristo e de viver como seus discípulos, evitando o pecado e praticando as obras de Deus. 


Os dez mandamentos da lei de Deus

Os dez mandamentos da lei de Deus são as normas que Deus revelou a Moisés no monte Sinai, para orientar o seu povo na aliança que estabeleceu com ele. Os dez mandamentos resumem toda a lei moral, que é a expressão da vontade de Deus e do seu plano para a nossa felicidade. Os dez mandamentos são:


1. Amar a Deus sobre todas as coisas.

2. Não tomar o seu santo nome em vão.

3. Guardar domingos e festas de guarda.

4. Honrar pai e mãe.

5. Não matar.

6. Não pecar contra a castidade.

7. Não furtar.

8. Não levantar falso testemunho.

9. Não desejar a mulher do próximo.

10. Não cobiçar as coisas alheias.


Os dez mandamentos se completam e se interpretam à luz do mandamento novo que Jesus nos deu: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei” (Jo 15,12). Os dez mandamentos são a base da moral cristã, que se inspira também no exemplo e no ensinamento de Jesus, que os cumpriu perfeitamente e os levou à sua plenitude.

Últimas Notícias

DioceseNotícias

Missa no Santuário Nacional de Aparecida marcará abertura da 61ª Assembleia Geral da CNBB

A 61ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cuja temática principal está voltada à realidade da Igreja no Brasil …

DioceseNotícias

Diácono Richard é ordenado presbítero na Basílica Nossa Senhora da Saúde, em Poços de Caldas/MG

No dia 06 de abril, na Basílica Nossa Senhora da Saúde, em Poços de Caldas, o Diácono Richard Oliveira foi ordenado presbítero para …

DioceseNotícias

Paróquia Nossa Senhora do Carmo em Paraguaçu, se reúne para Benção da Nova Capela dedicada a São José

A Paróquia Nossa Senhora do Carmo se reuniu na noite do dia 18 de março para a Santa Missa e Benção Solene da …

DioceseNotícias

Hino oficial do Ano Sacerdotal Diocesano: confira a letra e partitura

Na última quinta-feira, 28 de março, foi apresentado durante a Missa da Unidade, o hino oficial do Ano Sacerdotal Diocesano. Com a composição …

DioceseNotícias

Coleta para os lugares Santos: saiba por que e como doar

Nesta Sexta-feira Santa, somos convidados a refletir sobre o sacrifício de Jesus Cristo na cruz. É um dia de profunda espiritualidade, em que …

DioceseNotícias

Dom José Lanza concede ao Diácono Permanente Luiz Sérgio Teixeira o Uso de Ordem

Tendo em vista o povo de Deus e no exercício do seu serviço Episcopal, Dom José Lanza Neto, concede ao Revmo. Diácono Permanente …

Quer receber notícias e conteúdo exclusivo no seu e-mail? Cadastre-se agora mesmo! Somos contra SPAM, fique tranquilo(a)!